Saiba tudo sobre logística de exposições de artes

Com o incentivo a cultura vem sendo cada vez mais frequente o número de exposições de arte no Brasil, sendo realizado em várias cidades, e não somente nas grandes capitais como São Paulo. Porém, por se tratarem de bens valiosos, a logística dessas exposições é muito mais complexa do que parece, pois você corre o risco de danificar peças de arte únicas. Confira agora tudo sobre a logística de exposições de artes!

Curadoria

O centro de exposição cultural é o curador. Além do trabalho de cuidar e pesquisar os arquivos ele também comenda trabalhos diversos, como a exibição das pelas. Ele pode ser considerado o “criador da exposição’’, e realiza as mostras temporárias. Essa prática visa a montagem de exposições em espaço público, e envolve diversos procedimentos, entre eles: Pesquisa, seleção de obras, acompanhamento da elaboração da expografia, divulgação, contratação de seguros, etc. Essas tarefas são administradas pelo curador, ou por coordenadores específicos de design, produtores, todos sob a orientação do curador.

Pessoas especializadas

Definido o tema da exposição vem a pesquisa e seleção de obras. Após isso, as obras selecionadas serão encaminhadas para o setor de conservação, que dirá quais peças estão em condições de serem exibidas ao público. Depois é realizada a tramitação técnica das obras e simultaneamente o trabalho de conservação, museologia e expografia, todos acompanhados pelo curador.

Embalagem e transporte

As embalagens e o transporte das obras de artes seguem rígidos padrões internacionais de qualidade. Ao iniciar o processo de logística as obras são acomodadas em embalagens especiais, confeccionadas com materiais altamente isolantes, e transportadas em veículos preparados, como veículos com suspensão de ar no caso de transporte rodoviário, para assegurar a integridade física e segurança desses bens de valores.

Tanto a saída quanto a chegada seguem um roteiro mundial de museus tendo todo o deslocamento acompanhado de um courrier, que é o responsável pela tela ou peça que sairá do acervo original.

Esse funcionário é geralmente um funcionário do museu que está realizando o empréstimo. Antes de serem expostas elas são examinadas e vistoriadas, para checar a qualidade de conservação, textura da imagem nos casos de pinturas, entre outros requisitos.

Ao final do período de exposição, chega a hora da desmontagem. É necessário contatar novamente a equipe de logística para realizar o transporte. É necessário também contatar o seguro, os museus, expografica e o courrier, para a reembalagem e devolução de obras com os devidos cuidados para preservar os bens de valor incalculável.

A WAIVER foi fundada em 1989 inicialmente atuando na área de gestão e consultoria aduaneira e se tornou ao longo dos anos referência nacional em excelência na atuação com projetos logísticos que envolvem regimes especiais de importação e exportação. A WAIVER está presente nos principais países da América Latina com estrutura própria e parceiros dedicados que atuam com o mesmo DNA do Grupo WAIVER: transformar a necessidade do cliente em soluções logísticas diferenciadas para eventos internacionais. Trabalhando com festivais de grande porte como o Rock in Rio, nosso lema é: “Não importa onde, entregamos.”

BLOG

Terceirizar a Logística

5 Vantagens em Terceirizar a Logística de sua Empresa

A terceirização da logística pode trazer vários benefícios para sua empresa e vamos falar sobre 5 deles. Confira abaixo!

VEJA MAIS ►

Grande Prêmio Brasil de Formula 1

A logística internacional do Grande Prêmio Brasil de Formula 1

  Quem pensa em Fórmula 1 sabe que o evento é bem curto: os treinos na 6ª. feira e no sábado e a corrida no domingo. Cerca de 8 meses antes do evento acontecer no México, a equipe da WAIVER já começa a trabalhar. No México, a CARGOLIVE, empresa do grupo WAIVER no México, cuida […]

VEJA MAIS ►

member of: